Política de Cookies

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, registo e recolha de dados estatísticos.
Ao prosseguir a navegação com cookies ativos está a consentir a sua utilização.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela Norgarante.Saiba mais

Compreendi
Indústria 4.0 Capitalizar 2018
Mutualista - Venda as suas ações Norgarante
Capitalizar Turismo
Regressar Venezuela
Asset 1

Notícias

Mais 600 milhões de euros para a Indústria 4.0

2019-04-24
indústria 4.0
O Governo apresentou a segunda fase da iniciativa Indústria 4.0 (i4.0), que foi lançada há dois anos com o objetivo de incentivar a digitalização da economia. Nesta nova fase, o Executivo pretende estimular o crescimento económico e social através da transformação digital massificada do tecido empresarial, envolvendo 20 mil empresas e mais de 50 entidades públicas e privadas, formar mais de 200 mil trabalhadores e financiar mais de 350 projetos transformadores.

Na apresentação, que decorreu em Guimarães com as presenças do primeiro-ministro, António Costa, e do ministro-adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, foram revelados os novos eixos de intervenção do i4.0, aos quais foram atribuídos 600 milhões de euros num horizonte de dois anos, para acelerar a digitalização da economia e permitir às empresas a transição, de forma inclusiva e com base em emprego qualificado.

A segunda fase do i4.0 está assente em três eixos: generalizar, capacitar e assimilar. Entre as novidades está a reformulação na Linha de Crédito Capitalizar 2018, na sublinha "Indústria 4.0/ Apoio à Digitalização”, nomeadamente, através do alargamento dos prazos das operações e de realização do investimento, assim como, o aumento do período de carência e a bonificação da comissão de garantia. No terceiro trimestre serão lançados novos apoios para a Inovação produtiva, depois da procura recorde registada no último aviso.

Medidas para promover a digitalização da indústria

Foi ainda anunciado o lançamento dos avisos de programas de formação-ação, num total de 70 milhões de euros, que envolvem associações empresariais e o IAPMEI - Agência para a Competitividade e Inovação e um aviso do Sistema de Incentivos à Qualificação i4.0, que ultrapassa os 21 milhões de euros (Compete 2020).

Destaque ainda para as medidas como o Shift 4.0 que permite às empresas fazer um autodiagnóstico sobre a sua maturidade digital, um Roteiro para o Conhecimento i4.0, que promova diálogo entre universidades e empresas, o reforço do Programa Open Days i4.0 para apresentação e promoção de boas práticas e promoção de academias digitais i4.0 nas empresas, em parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional e o Ministério do Trabalho e Segurança Social, para que se desenvolvam planos de qualificação dos seus colaboradores (learning factories). 

Ver todas as noticias