Política de Cookies

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, registo e recolha de dados estatísticos.
Ao prosseguir a navegação com cookies ativos está a consentir a sua utilização.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela Norgarante.Saiba mais

Compreendi
Ajudamos a sua empresa a transformar projetos em negócios concretos
Mutualista - Venda as suas ações Norgarante
Capitalizar Turismo
financiamento empresas Capitalizar
Indústria 4.0 Capitalizar 2018
Regressar Venezuela
Apoio ao Desenvolvimento de Negócio
Asset 1

Notícias

Turismo nacional é o 12º mais competitivo a nível mundial

2019-09-30
Portugal alcançou o 12.º lugar global no Índice de Competitividade do Turismo, subindo dois lugares em relação à posição alcançada em 2017. O nosso país conquistou, ainda, o primeiro lugar na categoria de Infraestruturas Turísticas do Relatório de Competitividade no Turismo de 2019, elaborado pelo Fórum Económico Mundial. A nível europeu, Portugal é o oitavo país mais competitivo, alcançando o melhor resultado de sempre.

O relatório do Fórum Económico Mundial (World Economic Forum, WEF) é publicado de dois em dois anos. Em 2017, Portugal alcançou o 14.º lugar em termos de competitividade a nível mundial. Este ano, subiu ao 12.º lugar num grupo de 140 países avaliados. 

Na categoria onde o país alcançou o primeiro lugar — Infraestruturas Turísticas –, o Fórum Económico Mundial destaca a "excecional densidade hoteleira, de ATM e a alta qualidade das infraestruturas turísticas” existentes em Portugal, que conseguiu ultrapassar países como Áustria, Estados Unidos e Espanha.

Na categoria de recursos naturais e culturais, Portugal subiu do 20.º lugar para 15.º. No transporte aéreo, Portugal subiu dez lugares, ocupando agora o 21.º lugar. Já na categoria da rapidez na adoção de tecnologias, o país passou de 41.º para 38.º, enquanto na priorização do turismo ocupa o 12.º lugar e na segurança o nono.

O índice avalia 14 itens usados para medir a competitividade de um país. Nos parâmetros a melhorar, de acordo com o relatório, Portugal tem de reforçar as infraestruturas aeroportuárias (39.º lugar), e a competitividade em termos de preço dos destinos, (95.º lugar).

Ver todas as noticias