Política de Cookies

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, registo e recolha de dados estatísticos.
Ao prosseguir a navegação com cookies ativos está a consentir a sua utilização.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela Norgarante.Saiba mais

Compreendi
LAE grandes eventos culturais
Apoio ao Desenvolvimento de Negócio
LAE federações desportivas
Sucessão Empresarial e Incremento de Escala
Linha de Apoio a Economia COVID 19 micro e pequenas empresas SPGM
Linha Apoio à Economia
Apoio à Economia Covid 19 agências de viagens
Linha de Apoio ao Sector Social COVID-19
BPF_prorrogação dos períodos de carência de capital
Asset 1

Notícias

Ano histórico para Portugal na atração de investimento

2021-07-09
Investimento estrangeiro

O EY Attractiveness Survey  Portugal 2021 conclui que 2020 "foi um ano histórico em termos de atração de investimento”. Apesar dos impactos da pandemia na economia, Portugal conseguiu entrar no Top 10 das economias europeias mais atrativas para o investimento estrangeiro, com 37% dos inquiridos a dizer que planeia investir em Portugal ou expandir a atividade que já tem. Metade considera mesmo que a atratividade do país vai aumentar.

O ano registou uma quebra do número de projetos angariados (menos quatro que em 2019), mas as perspetivas são animadoras. Para 90% dos investidores inquiridos, o impacto pandémico na atratividade portuguesa não irá durar mais de três anos, 50% consideram que a atratividade de Portugal irá melhorar nos próximos três anos e 37% estão a planear estabelecer ou expandir operações em Portugal durante o próximo ano.

O EY Attractiveness Survey  Portugal 2021adianta que, dos 154 projetos de IDE que Portugal atraiu em 2020, 113 foram novos e os restantes 41 (27%) representam uma expansão dos projetos já existentes. Estes investimentos traduziram-se na criação de mais de 8.900 postos de trabalho, sendo 57% associados aos novos projetos.

A maior parte (68 projetos) foi para a região de Lisboa, 55 para o Norte e 24 para o centro. Os Açores captaram um, o Algarve dois e o Alentejo quatro. O setor da indústria transformadora lidera com 24% dos projetos, na maioria da indústria automóvel. A investigação e desenvolvimento (I&D) surge em segundo lugar com 33 projetos de IDE, sobretudo relacionados com investimentos em serviços de IT e digitais.

A indústria transformadora, a I&D e os centros de serviços partilhados são "os motores do futuro”, diz o estudo, já que mais de metade (62%) dos inquiridos que planeia investir em Portugal, ou expandir a atividade que já tem no país, pretendem fazê-lo nestas áreas.

O relatório adianta que 70% dos investidores foram europeus e 30% do resto do mundo. Os Estados Unidos registaram o maior número de projetos (25), Espanha 23 e França 22. Alemanha e Reino Unido responderam por 16 e 13 investimentos, respetivamente, mas a Bélgica com quatro projetos duplicou o desempenho de 2019.

Globalmente, os projetos de IDE na Europa caíram 13%, em Portugal a quebra foi de 3% e Espanha foi a economia mais afetada com uma descida de 27%. A Turquia e a Polónia foram os países no Top 10 que aumentaram os investimentos recebidos (18% e 10%, respetivamente).

França continua ser a economia europeia mais atrativa para o investimento estrangeiro, seguida do Reino Unido, Alemanha e Espanha.


Ver todas as noticias